ades

  • JB News

    18 de jul de 2017

    DIVERSIDADE MARCA 4ª CONFERÊNCIA   DE CULTURA EM BELFORD ROXO

    A 4ª Conferência Municipal de Cultura, promovida pela Prefeitura de Belford Roxo, reuniu artistas, sambistas, políticos e representantes religiosos, na Casa de Cultura da cidade, no último sábado (15). O coordenador de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, Reginaldo Sobral Magalhães, participou da abertura e representou o ministro interino, João Batista de Andrade. O evento elegeu o novo Conselho Municipal de Cultura e discutiu a elaboração do Plano Municipal de Cultura. 

    “A sociedade não pode ser dividida. A sociedade é composta por seres humanos e todos têm seu valor cultural. A cultura está na diversidade”, disse o professor Bruno Nunes, secretário municipal de Cultura, durante a solenidade. De acordo com Reginaldo Magalhães, Belford Roxo é uma cidade talentosa culturalmente, famosa pelo reggae e pelo samba. “Hoje vejo sua determinação na política cultural, abrindo mais espaço em seu conselho para a sociedade civil do que para o poder público”, elogiou o coordenador de Políticas Culturais do Ministério da Cultura.

    Diversidade Cultural

    Bruno Nunes arrancou aplausos da plateia ao defender muitas formas de cultura. Ele disse que foi criticado ao assumir a Secretaria, no início do ano, por não ser artista. “Sou professor de Educação Física, nem sei tocar um violão, mas vejo a cultura na diversidade. O progresso e a cultura de uma cidade têm que avançar juntos. É assim que penso”, declarou ele que convidou para compor a mesa o padre Geraldo Magalhães, da Igreja Nossa Senhora da Conceição, padroeira do município, e a presidente da Associação Cultural e Recreativa Afoxé Raízes Africanas, Maria Isabel Vitorino, a Isabel de Oyá, representante do candomblé.

    Para o padre Geraldo, cultura e religião têm um papel importante na inclusão social do país. Elas se misturam desde o início do descobrimento do Brasil. Viemos de culturas diferentes como a indígena, a portuguesa e a judaica. A cultura afro é uma forma de resistência dos negros, que no catolicismo está nas aparições de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Guadalupe. Belford Roxo tem sua importância cultural. A Escola de Samba Inocentes e o grupo Cidade Negra, por exemplo, representam a cidade. Não podemos desassociá-los”, destacou o pároco.

    Isabel de Oyá não abre mão de suas roupas em estilo africana. “Amo meu trabalho porque me amo. Me visto com muita cultura, pois não fujo da minha identidade, das minhas origens. Bruno Nunes está de parabéns”, afirmou, presenteando o secretário com um livro sobre sua instituição. Ao lado de Oyá, Icaro Ribeiro, vice-presidente da Inocentes de Belford Roxo, salientou que a cidade é rica em cultura. “A Inocentes é um grande ponto cultural que representa o município dentro e fora do país”, disse.

    Formação do Conselho

    Logo após a abertura, o público se reuniu em grupos para discussão de cinco eixos temáticos. Segundo Bruno Nunes, a formação do Conselho Municipal de Cultura, ficou marcada pela diversidade. “Há jovens de 17 e 18 anos e idosos também. A maioria é da sociedade civil”, afirmou. Instituições: Grêmio Recreativo Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo, Afoxé, MP Mulheres, Igreja Nossa Senhora da Conceição, ACNB e Divulgarte. Membros da sociedade civil: Regina (Artesanato), Dennis Jesus (música), Marcos Vinícius (cultura popular), Milena (Dança) e Mathias (música). Suplentes: Claudio sardinha, Sueli Silva, Paulo Sorriso, Vovó do Funk e Helson dos Santos. Poder Público: um titular e um suplente das seguintes secretarias municipais: Cultura, Comunicação, Fazenda, Assistência Social e Poder Legislativo.

    Estiveram presentes no evento: secretários municipais: Algacir Moulin (Articulação Política), Luiz Rangel (Fazenda), José Valter Dias (Turismo), Jorge Braga, o Jacoginho (Desenvolvimento Sustentável e Saneamento), Marcio da Cunha (Articulação Comunitária), Igo Menezes (Ouvidoria), Marcelo Jesus (Secretário-adjunto de Articulação Política), Sergio Alves (Secretário Executivo de Defesa Civil), Paulo Crispim (Secretário-Adjunto de Fazenda), Antonio Costa (Secretário Municipal de Cultura de Nilópolis) os vereadores, Anjinho e Cristiane Guedes e o comunicador Jorge Moreno (Rádio Transamérica).

    FOTO: RAFAEL BARRETO/PMBR/Divulgação
    18/07/2017
    • Comente pelo Google+
    • Comente pelo Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: DIVERSIDADE MARCA 4ª CONFERÊNCIA   DE CULTURA EM BELFORD ROXO Rating: 5 Reviewed By: Jornal de Belford Roxo
    Scroll to Top