ades

  • JB News

    11 de jul de 2017

    Bolsonaro protocola ação no MP acusando professor de Belford Roxo de apologia às drogas

    BELFORD ROXO - Será protocolada hoje no Ministério Público do Rio a ação proposta pelo deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC) contra o professor Pedro Mara, que leciona Sociologia para alunos do Ensino Médio e é diretor do Ciep 210, em Belford Roxo. O político acusa o docente, de 29 anos, de fazer apologia às drogas, por ter uma folha de maconha tatuada em local visível do corpo: o antebraço.

    Professor de Belford Roxo se defende das acusações de Bolsonaro: ASSISTA AO VÍDEO

                                                       

    Após o Informe revelar a intenção de Bolsonaro, sábado, o Sindicato dos Profissionais de Educação (Sepe - Belford Roxo) emitiu nota em defesa de Pedro Mara.

    Segue 

    “Lutamos por uma educação que rompa com as amarras, que leve nossas alunas e alunos a uma reflexão crítica do mundo em que vivem. A postura do deputado Flávio Bolsonaro, defensor da Escola Sem Partido, é de intolerância”, diz trecho da nota enviada ao Informe pelo Sepe. Pedro Mara, que já havia conversado com a coluna para a reportagem de sábado, também decidiu divulgar nota. Ambos os textos podem ser lidos na íntegra no site da coluna.

    Em duas frentes 

    Bolsonaro enviará hoje à Secretaria Estadual de Educação ofício cobrando o afastamento de Mara.

    Sem crise pro carro 

    Prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (PMDB) abriu licitação para comprar um carro zero quilômetro “tipo SUV, a diesel, 4x4, motor 2.8, câmbio automático”. E contratou “serviço especializado para blindagem tipo III-A”. Pelo edital, o preço do possante está avaliado em R$ 304.438,00 aos cofres públicos.

    Medo

    A blindagem exigida por Reis é suficiente para resistir a tiros de revólver, pistola e até de submetralhadora. Para implementá-la, é preciso autorização especial do Exército. Pelo jeito, a violência na Baixada assustou mesmo o prefeito.

    Resposta

    Procurada, a prefeitura de Caxias não informou o porquê do carro de luxo e da blindagem de alto padrão. Disse apenas que comprará de “quem apresentar o menor preço”.

    Boa noite!

    Após William Bonner anunciar os filmes ‘Caçada ao presidente’ e ‘Sob pressão’, um gaiato se diverte: “Daqui a pouco, ao fim do ‘Jornal Nacional’, ele vai divulgar a reprise da minissérie ‘Os Maias’”. Referiu-se à situação de Temer e Rodrigo Maia (DEM).

    Saiu no Diário Oficial

    O D.O da Câmara Municipal de ontem publicou aquilo que o leitor do Informe já sabia desde sexta: a CPI dos Ônibus proposta pela bancada do Psol foi indeferida.

    Íntegra da nota do Sepe - Belford Roxo

    "O SEPE BRX se solidariza e apoia o Professor Pedro Mara, Diretor eleito no CIEP 210, Xavante e Belford Roxo. Compromissado e atuante, defendendo uma educação pública de qualidade e igualitária para que nossas alunas e alunos possam ter direitos de sonharem, o professor tem enfrentado o governo do PMDB, Pezão e Victer.

    Lutamos por uma educação que rompa com as amarras, que leve nossas alunas e alunos a uma reflexão crítica do mundo que vivem, a lutarem pelos seus direitos, a respeitarem a pluralidade, a construírem uma nova sociedade solidária, mais justa e igualitária.

    A postura do Deputado Estadual Flávio Bolsonaro, defensor do escola sem partido é a da intolerância, da opressão, de um verdadeiro ataque contra um lutador da educação pública.

    Por que Bolsonaro não se indigna com a falta de pagamento dos salários de aposentados e pensionistas? Com a população que está sem atendimento médico? Com as escolas que estão com gravíssimos problemas estruturais que colocam em risco a vida de milhares de estudantes? Com a falta de funcionários? Por que não se indigna com um secretário que autoriza que professores de artes lecione aula de inglês? O que o senhor fez ou faz, para acabar com o descaso de Pezão e Victer?

    Nós, Profissionais da Educação junto com o Professor Pedro Mara, lutaremos sempre por uma Educação Pública, gratuita, democrática. Do princípio até o fim. Não aceitaremos Mordaça de nenhuma maneira. Muito menos de parlamentares como Bolsonaro.

    O SEPE BELFORD ROXO convoca todos os Profissionais da Educação a apoiarem nosso colega Pedro Mara. Sigamos juntos na defesa da Escola Pública e quem luta para defendê-la."

    Íntegra da nota do professor Pedro Mara

    "Nota sobre a denúncia do deputado Flávio Bolsonaro

    Ontem no inicio da noite recebi telefonema da imprensa sobre as ações do deputado Flavio Bolsonaro, pedindo ao Ministério Público e à SEEDUC minha saída da direção do CIEP 210 e da sala de aula. Gostaria de esclarecer algumas coisas importantes:

    1 – Se o deputado tivesse alguma preocupação com a educação pública desse estado, certamente estaria cobrando explicações do Pezão e do secretário Wagner Victer sobre as escolas, turmas e turnos que foram fechadas pela quadrilha que dirige o Rio de Janeiro. O deputado em questão sequer teve a coragem de comparecer à audiência pública realizada na própria ALERJ no dia 28 de Junho deste ano. Se ele tivesse responsabilidade com educação estaria pedindo a saída do governador e do secretário que são os responsáveis pelo caos;

    2 - O deputado faz uma acusação e um vídeo totalmente sem fundamento e não apresenta denúncia objetiva de apologia ao uso de drogas. Quando isso ocorreu? Em que sala? Qual aluno testemunha isso? Onde está o registro disso ou por que isso não foi registrado na escola? Por que as direções das escolas nunca interviram ou encaminharam processo? Por um único motivo: não há e nunca houve apologia ao uso de drogas;

    3 - O deputado, cinicamente, diz que se preocupa com o envolvimento de jovens com drogas. O mais engraçado é que não vi nenhuma nota ou pronunciamento em relação aos 96 traficantes que atuavam fardados no Batalhão de São Gonçalo. Hipócrita! Diferente dele que acha que bandido bom é bandido morto (mas não vale se for PM), eu sou dos que apostam na educação e na construção de uma outra sociedade;

    4 – Os mesmos que dizem hoje que eu devo sair da direção da escola por uma tatuagem podem ser os mesmos que podem pedir a minha saída amanhã por orientação sexual ou por cor da pele. O motivo não importa, tampouco a razão. São fascistas e apenas destilam ódio;

    5 – Sou um diretor eleito de escola. Diferente deles que acham que o aluno é doutrinado, o que eu vi e tenho visto são escolas vivas, com jovens cheios de sonhos, que debatem e querem um futuro e uma sociedade melhor, com varias colorações politicas e ideológicas. A escola pública segue viva, apesar dos Bolsonaros, que NUNCA estudaram em escolas da rede estadual de ensino;

    6 – A exposição mentirosa imaginada por esta mente doentia produz ainda mais ódio na sociedade. Vi comentários absurdos e recebi mensagens no facebook piores ainda. Por isso o deputado é responsável por qualquer tipo de “sinistro”;

    7 – Defendo a legalização (nunca escondi) e sou simpatizante da Marcha da Maconha. Exatamente porque a guerra às drogas está fracassada e só é pretexto para matar pobre, preto e favelado todos os dias.

    8 – Estou conversando com a assessoria jurídica e esperando ser oficialmente notificado sobre o caso. Tomaremos medidas judiciais cabíveis. Mas não acredito na justiça desse país (a mesma que absolveu a Adriana Ancelmo). Acredito que só a luta muda a vida e vamos continuar ocupando as ruas com os nossos sonhos até a vitória. E por mim, ocupa tudo, porque criminoso é deixar aposentado sem receber e estudante sem escola.

    Seguiremos na luta, um grande abraço e #ocupatudo

    Pedro Mara - professor de sociologia e diretor eleito do CIEP 210"

    Via O Dia
    Por Paulo Cappelli
    11/07/2017
    • Comente pelo Google+
    • Comente pelo Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Bolsonaro protocola ação no MP acusando professor de Belford Roxo de apologia às drogas Rating: 5 Reviewed By: Jornal de Belford Roxo
    Scroll to Top