ades

  • JB News

    1 de mai de 2017

    Preço médio do litro da gasolina caiu para R$ 3,626 na semana passada

    A queda nas vendas dos combustíveis, por conta da crise econômica, está fazendo com que os postos revendedores praticamente não repassem aos preços finais os reajustes que a Petrobras fez em suas refinarias. Enquanto a Petrobras reajustou a gasolina em 2,2% e o diesel 4,3% desde o último dia 21 de abril, o que se viu nos postos foi uma redução dos valores. De acordo com a pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a gasolina foi vendida a R$ 3,626 o litro, em média, na semana passada no país, representando um ligeiro recuo em relação aos R$ 3,629 da semana anterior. O preço da gasolina vendida nos postos do país na semana passada ainda foi cerca de 0,57% menor em relação aos R$ 3,647 por litro cobrados no início do mês de abril.

    No município do Rio, fortemente afetado com a situação financeira crítica do governo estadual, que decretou estado de calamidade pública desde o ano passado, a retração nas vendas dos combustíveis foi maior. Na capital fluminense, de acordo com a ANP, a gasolina foi vendida na semana passada a um preço médio de R$ 3,928 por litro, contra um ligeiro aumento na semana anterior (R$ 3,921). Já em comparação aos R$ 3,932 cobrados na primeira semana de abril, os preços da última semana representaram uma retração da ordem de 0,10%.

    O presidente do Sindestado-RJ, que reúne os postos do Estado do Rio, Ricardo Lisbôa, destacou que os postos não estão repassando os aumentos de preços das refinarias porque as vendas têm caído fortemente. Segundo ele, desde o fim do ano passado até agora, estima-se que as vendas de combustíveis no Rio tenham diminuído entre 30% a 40% em média.

    — Para minha surpresa, o mercado absorveu o aumento de preços das refinarias e não repassou para os consumidores. A queda nas vendas tem aumentado muito a concorrência entre os postos. É como se não tivesse tido reajuste nas refinarias. É a crise econômica que está provocando uma queda entre 30% a 40% nas vendas dos combustíveis desde fins do ano passado — destacou Lisbôa.

    Na cidade do Rio, os preços do etanol, que está no período de safra, também registraram um recuo na semana passada, quando foi vendido a R$ 3,201 o litro, em média, contra R$ 3,231. Já em relação à primeira semana de abril, quando o etanol foi vendido a R$ 3,309, o litro, em média, os preços do produto na semana passada estavam 3,26% inferiores.

    No Rio, o óleo diesel foi vendido a R$ 3,047 o litro, representando uma retração de 1,8% em comparação aos R$ 3,135 da semana anterior. Já em comparação aos R$ 3,145 cobrados pelo diesel na primeira semana de abril, os preços registraram uma queda de 3,1%.

    No país, o óleo diesel foi vendido na semana passada a um preço médio de R$ 3,012, um pouco inferior aos R$ 3,015 cobrado na semana anterior, e 0,19% em relação aos R$ 3,018 cobrados na primeira semana de abril. Por sua vez, o etanol foi vendido no país a um preço médio de R$ 2,615 o litro, contra R$ 2,629 na semana anterior. Já em relação à primeira semana do mês, quando o etanol foi vendido a R$ 2,660 o litro, em média, os preços da semana passada no país representaram uma redução da ordem de 1,69%.

    Via: Jornal Extra
    Por: Ramona Ordoñez
    Foto: Domingos Peixoto
    01/05/2017
    • Comente pelo Google+
    • Comente pelo Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Preço médio do litro da gasolina caiu para R$ 3,626 na semana passada Rating: 5 Reviewed By: Jornal de Belford Roxo
    Scroll to Top