JB NEWS

.

.

POLÍTICA

CULTURA

PLANTÃO POLICIAL

OBRAS

20 de jan de 2017

Belford Roxo reativa Programa Melhor em Casa

post-feature-image

Médicos atendem pacientes acamados com dificuldade de locomoção

BELFORD ROXO - Depois de ficar cinco meses sem funcionar, durante o governo anterior, o Programa Melhor em Casa, criado pelo Ministério da Saúde, retornou à rotina em Belford Roxo. Por determinação da Secretaria Municipal de Saúde, desde a última sexta-feira (13) pacientes acamados, sem condições de locomoção, voltaram a receber atendimento médico em casa, através de uma equipe de profissionais multidisciplinar. A merendeira, Ana Maria Carmo da Silva, 59, ficou surpresa e satisfeita ao abrir a porta de sua residência, no bairro Sargento Roncalli, e encontrar a fisioterapeuta, Cátia de Souza Ferreira, coordenadora do programa, que estava acompanhada de um médico, uma enfermeira e um fisioterapeuta, disponíveis para atender sua filha, portadora de neuropatia, uma doença crônica.


Criado em 2013, o programa Melhor em Casa é destinado para pessoas que têm problemas de saúde temporários ou definitivos com dificuldades para sair de casa. O objetivo é oferecer ao paciente um atendimento médico próximo da família, evitando hospitalizações e diminuindo assim o risco de infecções. A coordenadora Cátia Ferreira disse que a Prefeitura tem agora seis equipes atendendo em vários bairros, com médicos, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, dentistas, fonoaudiólogos, nutricionistas e técnicos de enfermagem.

A falta de um carro para locomover as equipes foi um dos motivos que prejudicou a realização do programa no município. “Fizemos de tudo para mantê-lo. Mas a falta de recursos e finalmente a ausência de um automóvel, paralisaram as atividades”, lamentou a coordenadora. “Estamos confiantes na vontade política do prefeito. Ele é um homem que acredita na reabilitação das pessoas”, disse Cátia. Segundo ela, cerca de 15 pacientes são visitados e atendidos diariamente.


Durante a paralisação do Programa Melhor em Casa, Ana Maria disse que contou a ajuda divina para conseguir atendimento para sua filha, Elaine Carmo da Silva Machado, 35. “O problema da minha filha aconteceu em 2011. Ela teve uma hemorragia de difícil diagnóstico. Estava grávida de cinco meses. Ficou internada no CTI. Teve duas paradas cardíacas e muitas complicações, como infecção hospitalar e falta de oxigenação no cérebro. Ela perdeu o bebê. Depois de cinco meses estava de alta, mas cheia de sequelas para o resto da vida. Perdeu a memória, os movimentos do corpo a fala e ganhou uma eterna traqueostomia. Como não tenho carro, encontro muitas dificuldades para me locomover com ela. O retorno do programa é uma vitória”, garante.


Para solicitar o atendimento, o responsável deverá apresentar os documentos do paciente na Secretaria Municipal de Saúde, Av. José Mariano Passos, 948 - Bairro Prata, Belford Roxo.

Vandrey Pereira pede demissão e deixa o jornalismo da Globo


Mais uma baixa no jornalismo da Globo no Rio. Vandrey Pereira, repórter e apresentador eventual do “RJ TV”, pediu demissão e fica até o fim do mês na emissora. O jornalista recebeu um convite para trabalhar numa produtora e vai se mudar de mala e cuia com sua família para Orlando, nos Estados Unidos. Natural de Santa Catarina, Vandrey estava na Globo Rio desde 2005, quando foi chamado para apresentar o projeto “RJ Na Baixada”, descontinuado anos depois. Este mês, também deixaram o jornalismo da Globo os apresentadores Luís Ernesto Lacombe e Bianca Ramoneda, ambos furos de nossa cybercoluna. Agora, mais um pra conta.

Apesar da falta de subvenção oficial, blocos vão desfilar na Baixada Fluminense

post-feature-image

BELFORD ROXO - Mesmo com a crise financeira e a maioria das prefeituras da Baixada Fluminense fechando a mão para financiar qualquer atividade carnavalesca, o Rei Momo mandou avisar que a festa está garantida na região. Os blocos independentes e tradicionais já estão se preparando para invadir as ruas e garantir a alegria dos foliões. Só que, para isso, eles estão tendo que tirar da cabeça o que falta no bolso.

Em Belford Roxo, o governo municipal pretende prestar apoio aos blocos mais tradicionais, que desfilam por São Vicente, Vila Pauline, Lote XV e Heliópolis.

— Vamos estar presentes com serviços públicos, como Guarda Municipal e limpeza das ruas — prometeu o secretário municipal de Cultura, Bruno Nunes.


Via Extra

Corpo de homem é encontrado boiando no Rio Botas, em Belford Roxo


BELFORD ROXO - O corpo de um homem foi encontrado boiando no fim da tarde desta quinta-feira (19), no leito do Rio Botas, em Itaipu, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Ainda segundo os Bombeiros, o corpo é de um homem branco, que ainda não foi identificado e a correnteza era forte no momento em que ele foi visualizado. O corpo chamou atenção de quem passava pelo local.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, onde seguiram atrás do corpo. Agentes da Divisão de Homicídios da Baixada também estiveram no local, porém decidiram não comentar sobre o caso.

Por: Jornal Destaque Baixada
Foto: Notícias de Belford Roxo

19 de jan de 2017

Operação tapa buraco chega ao Lote XV

post-feature-image

BELFORD ROXO - A Prefeitura de Belford Roxo iniciou nesta quinta-feira (19 de janeiro) o recapeamento da Estrada Manoel de Sá, no bairro Lote XV. A via liga o município a Duque de Caxias. A previsão é que o serviço, feito pela Secretaria Municipal de Conservação, termine nesta sexta-feira (20). Na próxima semana, o recapeamento será feito na Avenida Automóvel Clube, que corta os bairros Jardim Redentor, Jardim Ideal, entre outros e ainda a Estrada Aníbal da Mota, no Parque São José. 


“Estamos dando prioridade às principais vias de acesso, como por exemplo, a Avenida Joaquim da Costa Lima, que liga o Centro de Belford Roxo a Duque de Caxias. Mas já fizemos tapa-buracos na Avenida Floripes Rocha e na Avenida Benjamin Pinto Dias, ambas no Centro. Nosso objetivo é chegar a todos os bairros”, explicou o secretário de Conservação, Paulo Sérgio Correa Luna (Mano).

Casas Bahia e Ponto Frio abrem 200 vagas de emprego para pessoas com deficiência

Ponto Frio e Casas Bahia selecionam funcionários Foto: Fernando Quevedo / O Globo

A Via Varejo - empresa que administra as marcas Casas Bahia e Pontofrio - vai contratar 200 Pessoas com Deficiência. As vagas de emprego são em todo o Brasil na área operacional, em cargos como operador de caixa, estoquista, vendedor, auxiliar de limpeza, auxiliar de logística, fiscal de prevenção de perdas; assim como também no setor administrativo.
Segundo a companhia, são oferecidos salários compatíveis com o mercado, além de vale transporte, cesta básica, PLR (Participação nos Lucros e Resultados), convênios médico e odontológico, além de descontos nas compras feitas nas redes da companhia.
Oss interessados devem se cadastrar no site, na opção em “Oportunidade de Vagas”, na sequência em “Veja Vagas” e digitar “PCD” no campo de Palavra Chave.

Via: Extra

Roubo a transeunte cresce 98% na Baixada


RIO / BAIXADA - Andar pelas ruas dos 13 municípios da Baixada Fluminense ficou mais perigoso em 2016. É isso que apontam os últimos dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Em novembro de 2015, 1.342 casos de roubo a transeunte foram registrados. Esse número quase dobrou no mesmo período do ano passado, quando 2.498 pessoas foram às delegacias da região pela mesma razão, um aumento de 98%.

Do total atualizado, pouco mais de mil ocorrências foram registradas na região 20º BPM (Mesquita), que atende os municípios de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. Para o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Nova Iguaçu, Jayme Soares, as mudanças de administração nas cidades da região podem trazer esperança. “Os três municípios passam a dedicar pastas específicas para abordar a segurança. Isso é positivo, afinal, dessa forma é possível garantir politicamente que a área do batalhão será servida de efetivo e estrutura. Atualmente, o 20º BPM dispõe de aproximadamente 600 homens nas ruas, média de um PM para cada duas mil pessoas.

Em Nova Iguaçu, o Conselho Comunitário de Segurança briga pela criação da Guarda Civil Municipal. No ano passado, projeto de autoria do então vereador Carlinhos Presidente (SD), chegou a ser discutido na Câmara Municipal, mas não saiu do papel. A proposta previa efetivo de 400 homens na corporação, que poderiam auxiliar na segurança da região. Outra pauta levantada é a volta do Gabinete de Gestão Integrada (GGI). Iniciativa do executivo durante o mandato de Lindberg Farias (PT), a GGI agrupava lideranças das polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal e Bombeiros, para traçar planos para a região. 

Via Conecta Baixada
 
Copyright © 2014 Jornal Belford Roxo. Designed by OddThemes